Resenha: Máscara - A vida não é um jogo - Luiz Henrique Mazzaron | Garota Indecisa

Resenha: Máscara - A vida não é um jogo - Luiz Henrique Mazzaron


Nome: Máscara
Autor: Luiz Henrique Mazzaron
Páginas: 366
Ano: 2013
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira (Novo Século)

Skoob
Nota: ★★★★★ (04 estrelas) 
Sinopse: No mundo de Domus, a morte é a moeda que alimenta o jogo. E a verdade pode custar a vida. Liam é um garoto que viveu por muito tempo isolado devido aos constantes castigos do sádico tio, um carrasco ex-militar. Porém, inesperadamente, surge uma entidade maléfica, uma figura das trevas trajando uma máscara, e passa a o perseguir, levando-o a participar de um jogo num mundo surreal, chamado Domus. Junto a um grupo, Liam parte para uma experiência alucinante, em que os pecados da humanidade serão colocados em xeque, como numa espécie de julgamento. Um combate onde o principal objetivo do adversário é mostrar o quão odiosa é a raça humana… Mas ainda há muitos mistérios que rodeiam este intrincado jogo. Por qual motivo a criatura possui tamanha obsessão por ele? E vale a pena prosseguir, já que a morte é a única certeza?


Antes de mais nada, gostaria de me encontrar com o Luiz assim que ele retornar para a região de Campinas, para cobrar minhas horas de sono roubadas, cobrar por quase todos os meus ataques do coração e lencinhos de papel por conta do meu choro lendo este livro, e claro as horas que passei em Domus!
Confesso que nunca assisti nemhum filme de terror na vida, Beetlejuice conta? ou seja pense em alguém medrosa, duplique e sou eu. Ler este livro foi um desafio e tanto, mas resolvi aceitar e claro o Luiz gentilmente aceitou a parceria, demorei mais enfim a resenha saiu.
O livro começa já cheio de adrenalina, nas primeira página já tive certeza de que o livro continuar eletrizante e as coisas iam piorar.
Liam um garoto infeliz e órfã, vive em um quartinho imundo e escuro em baixo da escada ( alguma semelhança ? ) na casa de seu tio, um ex-soldado sádico que adora usar seu pulso firme e toda violência contra Liam.
Os abusos que Liam sofre são assustadores, e a inocência do garoto chega a ser tão real que dá vontade de chorar, afinal de contas ele não conhece nada do mundo lá fora, além dos abusos do seu tio.
Liam depois de um episódio catastrófico é recolhido e mandado para um orfanato, onde aparentemente tudo ia se resolver, mas não é bem assim... Uma figura maligna que se esconde nas sombras o vem observando desde o dia de sua adoção, esperando a oportunidade perfeita, mas para quê ?
Conforme o livro se desenrola neste curto período em que Liam vai para o orfanato e tem a ajuda de um grupo de policiais, mortes vão ocorrendo a medida que o mal se aproxima e quando você acha que não podem piorar a criatura mascara se torna ainda mais disposta a alcançar seu objetivo e não se importa em quantos corpos ela vai ter que eliminar de seu caminho, deixando sempre um rastro de horror por onde passa e a cada página, é neste ponto que Craig, decide fugir em busca de um pouco de paz e um novo recomeço junto de Sylvia seu affair e ex secretaria da delegacia, Irmã Clarice do orfanato, Jéssica e sua mãe, ambas parentes da assistente social.
Após dez anos de uma paz aparente o mal resolve voltar para fazer uma visita para o agora jovem Liam.


Liam que havia se tornado um adolescente normal e sereno, acaba sendo mandado para um sanatório; de onde ele desaparece e acaba acordando em Domus.
É em Domus que a terrível voz que o atormentou a vida se encontra e o convida para jogar o seu jogo.
Ele era o mal. Ele era aquilo o que você mais teme. Ele era a sombra que o perseguia na luz. Sua missão era achar o menino. Aquele menino era especial. O destino demandava que ele fosse eliminado. Pág. 50

Um jogo sádico e macabro onde é a vida e a morte estão por um fio, e difícilmente alguém sairá bem, e poucos sobreviverão. Liam tem que decidir entre dez pessoas quem morre e quem joga para viver, mas não pense que são pessoas boas, entre elas estão sádicos, assasinos, estrupadores, invejosos entre outros, cada um com seu pecado.

 As pessoas riem e sorriem. Sorrisos falsos. Máscaras. É isso que me fascina em vocês.  Pág. 304

Em Domus é jogar ou morrer, matar ou viver, até onde seus mistérios estão ocultos? até onde a máscara permanece?
O Luiz criou um mundo terrível, pessoas de coração fraco como o meu vão surtar, amantes do terror vão se surpreender, o livro é em terceira e é recheado de cenas fortes, uma trama que te prende do começo ao fim, te deixa com o coração na mão e com frio na espinha a cada página.

Já li muitos autores nacionais, mas o jeito que o Luiz escreve é fantástico por seu seu primeiro livro é surpreendente, mesmo odiando o genero é impossível não ficar boquiaberta com tamanho talento e criatividade, universo apesar de ser muito "Jogos Mortais" - nunca assistir mas sei do que se trata, é surpreendende, a construção das cenas cheia de personagens sádicos e cenas de humor negro são genais. Uma mente brilhante, uma estória brilhante.
Torcendo para que o Luiz escreva uma nova série de livros de outro genero e com um enredo tão envolvente quanto esse.


Luiz Henrique Mazzaron
“Estudante, Luiz Henrique Simão Mazzaron nasceu em São Bernardo do Campo, mas viveu toda sua vida em Santo André, São Paulo. Durante o Ensino Fundamental, passou por uma época difícil e encontrou refúgio nos livros policiais e de suspense. Adorador da literatura estrangeira, usou-a como base para suas obras da série Máscara.”





4 comentários

  1. Tami!
    Enredo bem criativo e interessante.
    Acho que o livro é daqueles que prendem do início ao fim.
    Boa resenha.

    Que alegria poder vir agradecer a visita deita ao blog, volte quando quiser, receberei com carinho. Obrigada.
    Desejo um final de semana carregadinho de luz e paz!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    “O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.”(Aristóteles)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy é sempre um prazer ter você por aqui! :)
      Sim, recomendo muito o livro, te prende demais!!

      beijos

      Excluir
  2. Olá, tudo bem??
    Ahhhh ao contrário de você eu amo terror e suspense e sempre assisto filmes do tema, mas nunca tinha lido um livro até conhecer o Luis e ele me apresentar máscara... Ele me ganhou e se tornou meu autor favorito nesse quesito, ele escreve brilhantemente bem e eu não vejo a hora de sair o livro dois... Eu tive pesadelos maravilhosos com Domus rsrrrssr. Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá obrigada pela visita, acho DIGNO você aproveitar e comentar que tal? :D
Beijos.