Citação da semana: #6 Cidades de Papel - John Green | Garota Indecisa

Citação da semana: #6 Cidades de Papel - John Green

Titulo: Cidades de Papel
Autora: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 366
Sinopse:
Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.

Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.

Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.

.

Citações da semana é mais uma coluna fixa aqui do blog, que vai ao ar toda semana.

O livro escolhido desta semana é Cidades de Papel do nosso querido João Verde

um livro que eu ganhei de uma amiga, em um dos nossos amigos literários.

O livro é cheio de frases encantadoras, para quem leu a resenha que fiz do livro: AQUI sabe que a estória em si não me agradou tanto, mas vale muito a pena pela simples forma como o John escreve. Ele usa as palavras de uma forma única e não tem como não se apaixonar.



“Eu escolhi vir com você. E você me escolheu. – E então ela me encarou: - É como uma promessa. Pelo menos esta noite. Na saúde e na doença. Na alegria e na tristeza. Na riqueza e na pobreza. Até que o sol nos separe.” Pág: 82


“Isso sempre me pareceu tão ridículo, que as pessoas pudessem querer ficar com alguém só por causa de beleza. É como escolher o cereal de manha pela cor, e não pelo sabor."

"Uma cidade de papel para uma menina de papel. (…) Eu olhava para baixo e pensava que eu era feita de papel. Eu é que era uma pessoa frágil e dobrável, e não os outros. E o lance é o seguinte: as pessoas adoram a ideia de uma menina de papel. Sempre adoraram. E o pior é que eu também adorava. Eu tinha cultivado aquilo, entende? Porque é o máximo ser uma ideia que agrada a todos. Mas eu nunca poderia ser aquela ideia para mim, não totalmente.guarda roupa planejado."


“E então você me surpreender. Para mim, você tinha sido apenas um garoto de papel por todos aqueles anos: um personagem de duas dimensões no papel e uma pessoa de duas dimensões na vida real, mas ainda assim sem profundidade. Só que, naquela noite, você se provou uma pessoa de verdade. E acabou sendo tudo tão estranho, divertido e mágico que, assim que voltei para meu quarto, senti saudade de você.”


“Ela talvez gostasse tanto de mistérios que acabou por se tornar um.”

2 comentários

  1. Oi Tami!! Lindas quotes você separou. Cidades de Papel é bem legalzinho :)

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh *---*
    É muito amor nesse post <3
    Eu amo de paixão o livro Cidades de Papel e preciso confessar que você escolheu algumas das frases que eu selecionei no livro também. Não sei porquê mas me identifiquei muito com a Margo *----* o jeito de pensar, os questionamentos.. John Green é genial e esse é um dos meus livros favoritos dele! <3

    Beijos,
    Mari Siqueira
    Love Lovers Blog

    ResponderExcluir

Olá obrigada pela visita, acho DIGNO você aproveitar e comentar que tal? :D
Beijos.